top of page

Startup lança serviço de apoio emocional gratuito




A Fepo, startup digital de atendimento psicológico, acaba de lançar o Fepo Comunidade, plataforma de fórum gratuita onde usuários podem se registrar de modo anônimo e compartilhar experiências ou angústias em tópicos específicos. A plataforma é moderada por profissionais, incluindo psicólogos, que fornecem orientações e apoio. A ênfase é no suporte mútuo e na troca de experiências, não substituindo a terapia profissional.

De acordo com a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), 300 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo. No Brasil, cerca de 11,7 milhões de cidadãos convivem com a doença, o equivalente a 5,8% da população. Paralelamente, dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) publicados pelo Conselho Nacional de Saúde revelam que a ansiedade, por sua vez, afeta aproximadamente 9,3% da população.

Felipe Laccelva dos Santos, CEO da Fepo, explica que a relação entre pacientes e profissionais acontece principalmente por meio de postagens e respostas nos fóruns. “Profissionais podem oferecer conselhos e orientações, mas o serviço não se destina a ser uma sessão de terapia individual”, diz.

Segundo Laccelva, qualquer pessoa pode se registrar e participar anonimamente. “O processo de registro é simples, permitindo que os usuários acessem rapidamente os fóruns e comecem a interagir”.


Em linhas gerais, a saúde mental pode ser considerada um estado de bem-estar vivido pelo indivíduo, que possibilita o desenvolvimento de suas habilidades pessoais para responder aos desafios da vida e contribuir com a comunidade, conforme definição da OMS. O Ministério da Saúde destaca que a realidade social, econômica, política, cultural e ambiental impacta diretamente na saúde mental da população, não sendo um problema meramente individual. 


O CEO da Fepo ressalta que a plataforma oferece um espaço seguro e anônimo para discutir questões de saúde mental, e que é importante lembrar que ela complementa, mas não substitui a terapia profissional. “A acessibilidade e o apoio mútuo são pontos-chave dessa comunidade”, afirma Laccelva.

Em uma publicação recente, a Adeb (Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares) alerta para cinco cuidados que devem ser tomados a fim de manter a saúde mental em dia: “Não se isole”, “Reforce os laços familiares e de amizade”, “Diversifique os seus interesses”, “Mantenha-se intelectual e fisicamente ativo” e “Consulte o seu médico perante sinais ou sintomas de perturbação emocional”.

Para mais informações, basta acessar: https://www.fepo.com.br/?

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page