top of page

Movimento Bem Maior participa com a campanha Corrente do Bem no Dia de Doar

Liderado no Brasil pela ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos), em parceria com o Instituto MOL e apoio do Movimento Bem Maior, entre outras organizações, o Dia de Doar faz parte do Movimento por uma Cultura de Doação, coalização de organizações e indivíduos que promovem o engajamento das pessoas com causas e organizações da sociedade civil por meio da doação como instrumento de fortalecimento da inclusão social.

Para impulsionar a visibilidade e promoção do Dia de Doar, o Movimento Bem Maior participa da mobilização com a campanha Corrente do Bem nas redes sociais.

A organização está convidando personalidades públicas e civis a gravarem vídeos contando qual é a causa que as move, publicarem o relato em suas contas no Facebook, Instagram, Twitter e outras plataformas com a hashtag #diadedoar e marcarem outras três pessoas, convidando-as a levarem adiante essa corrente.

“A cultura de doação é um tema fundamental na atuação do Movimento Bem Maior. Investimos, apoiamos e mobilizamos uma série de iniciativas para ampliar o debate sobre o tema e conscientizar mais pessoas a doarem mais. Neste sentido, o Dia de Doar é uma ocasião muito especial para fazer chegar a mensagem da solidariedade a um público mais amplo”, pontua Carola Matarazzo, diretora executiva do Movimento Bem Maior.

A ideia, assim como nos anos anteriores, é promover um grande movimento em todo o território nacional para incentivar a generosidade e a captação de recursos para organizações sociais de todo o país.

Na edição 2021, a movimentação do Dia de Doar registrou cerca de R$ 2,3 milhões em doações on-line, 118 cadastros de campanhas, 30 campanhas comunitárias e 17 campanhas selecionadas para edital de incentivo, impactando 23 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais e gerando R$ 38 milhões em mídia espontânea.

Brasil solidário

De acordo com o World Giving Index 2022, o Brasil subiu de posição no índice geral das nações mais solidárias no mundo, saltando do 54º lugar, que ocupava no levantamento do ano passado, para a 18ª posição no estudo deste ano. Houve um aumento da porcentagem dos brasileiros que afirmaram terem praticado algum gesto de solidariedade, passando de 35%, em 2020, para 47%, em 2021.

Além deste índice geral, o levantamento da Charities Aid Foundation (CAF) ainda categorizou os 119 países participantes em outras três categorias: ajuda a estranhos, doações em dinheiro e voluntariado.

No Brasil, no quesito “ajuda a estranhos”, a porcentagem de pessoas que praticam esse tipo de doação passou de 63%, em 2020, para 76%, em 2021, fazendo o país sair da 36ª posição para a 11ª nesta categoria. Nas “doações em dinheiro”, foi de 26% (70º lugar) para 41% (38º), e, no “voluntariado”, de 15% (68ª posição) para 25% (48ª).

Sobre o Dia de Doar

No Brasil, o Dia de Doar foi realizado pela primeira vez em 2013, um ano depois da primeira edição nos Estados Unidos. A partir de 2014, o Brasil passou a fazer parte do movimento global que hoje conta com 85 países participando oficialmente.

No exterior, o Dia de Doar tem o nome de #GivingTuesday – “terça-feira da doação” – sendo realizado logo após datas comerciais famosas, como Black Friday e Cyber Monday, sempre na primeira terça-feira depois do Dia de Ação de Graças (Thanksgiving Day).

Mais informações sobre o Dia de Doar podem ser conferidas no site www.diadedoar.org.br.

Sobre o Movimento Bem Maior

Fundado em 2018, o Movimento Bem Maior (MBM) é uma organização social apartidária e sem fins lucrativos, que atua identificando, conectando e viabilizando importantes iniciativas de impacto na sociedade com o objetivo de fortalecer o ecossistema da filantropia no Brasil. Isso é feito por meio do investimento social, da mobilização de lideranças e da articulação intersetorial.

0 visualização0 comentário
bottom of page