top of page

Dia Mundial do Rádio celebra o veículo como propagador da paz

É só depois do rádio sintonizado que o dia da Maria de Jesus começa. Ela acorda às 5h para trabalhar e já vai ouvindo as notícias mais importantes. Com um radinho a pilha embaixo do braço, a vendedora do Acre sai de casa para iniciar a sua jornada. A paixão pelo rádio vem desde criança. Hoje, ele é um verdadeiro companheiro.

Não dá mesmo para falar de rádio sem falar de ouvintes como a Maria de Jesus. E o Brasil tá cheio de Marias… pessoas que usam o rádio como fonte de informação e entretenimento. A Beatriz Nunes, moradora de Tabatinga, no Amazonas, conta que sempre sonhou em ser jornalista, mas não conseguiu estudar. Hoje, com 76 anos, ela se realiza ouvindo o rádio.

E nesta segunda-feira (13) comemoramos a 12ª edição do Dia Mundial do Rádio, com o tema Rádio é Paz. Essa data foi proclamada pela Unesco e pela ONU em 2012. Sempre que pensamos em rádio, nos vem à cabeça música, informação e diversão. Então, como o rádio pode ser um mecanismo de paz?

Fernando Oliveira Paulino, professor da Universidade de Brasília e presidente da Associação Latino-Americana de Investigadores da Comunicação, explica que o rádio foi usado por anos, como outros meios de comunicação, para propagar discursos de ódio, de superioridade racial e discriminação. Mas ele destaca que esse veículo se consolidou como um meio de disseminação de informações positivas.

E para gente terminar essa reportagem, nada melhor que a nossa ouvinte, Maria de Jesus, cantando a música que ela mais ouve no rádio e que adora.

Fonte: Agência Brasil

1 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page