top of page

17 de maio Dia do Combate a LGBTfobia: Um Compromisso da Escola de Rádio

Hoje, no blog da Escola de Rádio, queremos abordar um tema que vai além dos microfones. Queremos falar sobre algo que é essencial para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva: o combate à LGBTfobia e a celebração da diversidade de gênero.


O Dia Internacional contra a LGBTfobia é uma data que nos convida a refletir sobre os desafios enfrentados pela comunidade LGBT+ em todo o mundo. É um momento para lembrarmos que todos têm direito a amar quem quiserem e a serem quem são, sem medo de discriminação ou violência. Na Escola de Rádio, defendemos firmemente a igualdade de direitos e o respeito à diversidade. Acreditamos que o rádio é uma ferramenta poderosa para dar voz àqueles que muitas vezes são marginalizados pela sociedade. Por isso, é fundamental que estejamos sempre atentos à forma como abordamos questões relacionadas à sexualidade e identidade de gênero em nossos programas e conteúdos.


Reconhecemos que as identidades não binárias são uma parte importante dessa diversidade e merecem ser respeitadas e celebradas. Cada pessoa é única, e todas as formas de expressão de gênero devem ser valorizadas.


Nossos alunos e alunas têm um papel fundamental nessa luta. Como futuros profissionais da comunicação, vocês têm o poder de influenciar a forma como as questões LGBT+ são abordadas na mídia. É importante que usem essa influência de forma responsável, promovendo a inclusão e combatendo o preconceito em todas as suas formas.


Juntos, podemos construir um mundo mais justo e inclusivo para todos.


Para saber:

Desvendando o significado da sigla LGBTQIAPN+:

A sigla LGBTQIAPN+, cada vez mais presente em nosso dia a dia, representa um espectro ainda mais abrangente de identidades e orientações sexuais. Mas, o que cada letra significa?

L - Lésbicas: Mulheres que sentem atração afetiva e/ou sexual por outras mulheres.

G - Gays: Homens que sentem atração afetiva e/ou sexual por outros homens.

B - Bissexuais: Pessoas que se atraem por pessoas de mais de um gênero, sejam homens, mulheres ou pessoas não binárias.

T - Transgênero e Travestis: Pessoas cuja identidade de gênero difere do sexo designado no nascimento.

  • Transexuais: Indivíduos que se identificam com um gênero oposto ao designado no nascimento e geralmente desejam realizar a adequação corporal à sua identidade de gênero.

  • Travestis: Homens que se identificam com o gênero feminino e expressam sua feminilidade de forma social e cultural, geralmente sem desejar a adequação corporal.

Q - Queer: Um termo abrangente que engloba diversas identidades que não se encaixam nas definições tradicionais de "homem" ou "mulher", como gênero fluido, gênero neutro, pansexual, etc.

I - Intersexo: Pessoas que nascem com características sexuais que fogem dos padrões binários de "masculino" e "feminino".

A - Assexuais: Pessoas que não sentem atração sexual por ninguém, independentemente do gênero.

P - Pansexuais: Pessoas que se atraem por indivíduos independentemente de sua identidade de gênero (homem, mulher, não binário, etc.).

N - Não Binário: Pessoas que não se identificam exclusivamente com o gênero masculino ou feminino. Essa identidade pode se manifestar de diversas maneiras, como:

  • Agênero: Indivíduos que não se identificam com nenhum gênero em particular.

  • Bigênero: Pessoas que se identificam com dois gêneros simultaneamente, como homem e mulher, ou homem e não binário.

  • Gênero-fluido: A identidade de gênero de pessoas gênero-fluido varia ao longo do tempo, podendo oscilar entre diferentes espectros do gênero.

  • Neutro de gênero: Indivíduos neutro de gênero se identificam com um gênero neutro, que não se encaixa nas definições tradicionais de masculino ou feminino.

+ - Diversidade: O sinal "+" representa a infinidade de identidades e orientações sexuais que vão além das letras da sigla, reconhecendo a fluidez e a multiplicidade do espectro LGBTQIAPN+.

Lembre-se:

  • A sigla LGBTQIAPN+ é um termo em constante evolução, buscando acompanhar a diversidade da comunidade.

  • O mais importante é o respeito à identidade de cada indivíduo, independentemente de como se defina.

  • A luta por igualdade e visibilidade da comunidade LGBTQIAPN+ é uma luta de todos nós.

6 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page